Home » 2013

2013

XVII Jornadas Independentistas Galegas

Tomar o céu por assalto.

Atualidade e vigência do marxismo

Compostela, 20 de abril de 2013

(CS O Pichel)

Apresentaçom

Karl Marx está mais vivo que nunca. A burguesia, o capitalismo, o imperialismo nom conseguírom enterrá-lo 130 anos depois do seu falecimento.

O marxismo como sistema de pensamento, como método científico de análise e interpretaçom da realidade, como filosofia e guia para a açom, como projeto transformador, nom só é plenamente atual, senom que a dia de hoje está mais vigente que nunca.

O marxismo é o guia do proletariado, a bússola do conjunto da classe obreira, o GPS dos povos explorados e humilhados, na sua legítima e necessária luita contra a exploraçom e dominaçom capitalista.

Por este motivo, a XVII ediçom das Jornadas Independentistas Galegas está dedicada, com caráter monográfico, a divulgar a figura de Karl Marx (1818-1883), para avaliar o vasto legado político e ideológico que deixou à humanidade explorada.

Junto ao seu fiel companheiro Friedrich Engels (1820-1895), Marx concentrou todas as suas capacidades intelectuais e disposiçom militante ao serviço da luita da classe operária e das suas organizaçons revolucionárias. A partir deles, o socialismo e o comunismo deixam de ser belas e románticas intençons, para se converterem em projeto político da revoluçom mundial.

Desde entom, milhares de trabalhadores/as entregárom o melhor das suas vidas luitando pola transformaçom radical da sociedade e pola Revoluçom Socialista. Sob a bandeira libertadora, insubmissa e rebelde do marxismo, inumeráveis geraçons de operári@s, camponeses/as, jovens e estudantes enfrentárom com esta potente arma ideológica as ditaduras do capital, militares e polícias, empresários e banqueiros.

O marxismo continua a inspirar, como um lume sagrado, a imaginaçom, os sonhos de emancipaçom e a resistência dos povos que pretendem caminhar com um outro rumo diferente ao que nos conduz a barbárie e o caos capitalista, em direçom a umha mudança de raiz do mundo, das instituiçons e das subjetividades.

O génio de Marx nom criou do nada todo um sistema de ideias e de interpretaçom da realidade; conseguiu sintetizar na sua altura de forma completa e harmoniosa doutrinas dos representantes mais eminentes da filosofia, da economia política e do socialismo, dando respostas aos principais paradigmas que cada umha delas tinha colocado.

Marx mostrou à classe oprimida e explorada umha particular maneira de entender o mundo. Porém, nom ficou em mostrar umha mera interpretaçom da realidade. Realizou um apelo decidido à transformaçom da mesma. O marxismo é antes de mais umha filosofia da praxe, e o seu núcleo fundamental é o materialismo histórico e o método dialético.

Estudar a Marx para adaptar e enriquecer o seu legado no presente é tarefa imprescindível para a militáncia comunista galega da segunda década do século XXI. Divulgar a sua figura ajudará a despertar novas consciências para desafiar a hegemonia do atual sistema que produz miséria, desemprego e embrutecimento moral num momento histórico tam significativo como o que estamos a viver, quando se estám a ver confirmadas na prática as principais teorias de Marx sobre o desenvolvimento capitalista.

Novas consciências que conhecem a essência da realidade e novos agentes que passam à açom revolucionária para varrer o velho e construir um novo cenário socialista, é a forma de tornar realidade os ideais marxistas.

Karl Marx e o marxismo som umha ferramenta imprescindível para a nossa emancipaçom e libertaçom, para o triunfo da Revoluçom Galega.

Comité Central de Primeira Linha

Galiza, abril de 2013

:: Programa

11 horas

Karl Marx, biografia e época histórica de um revolucionário comunista

-Silvestre Lacerda, Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Portugal

Marxismo e libertaçom nacional

-Joan Teran, Secretariado Nacional da CUP, Països Catalans

16.30 horas

Emancipaçom da mulher e marxismo [+]

-Nines Maestro, Red Roja

Marxismo, umha filosofia da praxe para a Revoluçom [+]

-Jean Salem, filósofo, professor da Universidade de Paris I, Sorbonne

– Comunicaçom de Ninés Maestro nas XVII JIG [+]

– Comunicaçom de Jean Salem para as XVII JIG [+]

– Primeira Linha promoveu debate internacional sobre a vigência do marxismo nas XVII Jornadas Independentistas Galegas [+]

– Silvestre Lacerda, Joan Terán, Nines Maestro e Jean Salem este sábado nas XVII JIG [+]

– Marx será analisado e reivindicado nas XVII Jornadas Independentistas Galegas [+]