Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Notícias

Julgamento denúncia maos tratos policiais

Sexta-feira, 30 Julho 2010

Mais de três longas horas demorou o julgamento realizada quarta-feira 28 de Julho a dous jovens independentistas: Aurélio e Iago, acusados de “desordes públicos” por tentar participar numha concentraçom contra o sionismo realizada em Compostela em Novembro de 2006.

As contradiçons entre as distintas versons policiais fôrom clamorosas frente à firmeza e claridade dos acusados no seu relato dos factos. A inconcreçom reinou na versom da procuradoria, cuja acusaçom merece para AGIR o qualificativo de “totum revolutum de agressons, ameaças, resistência, danos, etcétera…, tentando dar algo de cor a umha acusaçom certamente infundada”.

Os três polícias declarantes como acusaçom contra a solidariedade com a Palestina fôrom incapaces de ocultar os métodos das forças de ocupaçom espanholas. No julgamento os militantes independentistas deixárom claro a arbitrária retençom, identificaçom, translado à esquadra policial, ameaças e sucessivas agressons que padecérom.

De certo que as pessoas que aquele dia participárom nessa concentraçom lembram ainda à perfeiçom a agressividade policial face a um acto tranquilo e solidário no que Aurélio e o Iago fôrom utilizados como vítimas fáceis do fascismo policial.

Duas decenas de pessoas arroupárom aos acusados e no exterior foi despregada por militantes de AGIR umha faixa solidária.