Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Notícias

Governo venezuelano denuncia atitude fascista da hierarquia católica

Quarta-feira, 14 Julho 2010

As duras declaraçons realizadas polo cardeal venezuelano Jorge Urosa Sabino contra o governo bolivariano tivérom imedita resposta por parte de destacadas figuras do processo revolucionário e um pronunciamento de condena do Parlamento.

Carlos Escarrá nunha brilhante intervençom na Assembleia Nacional da República Bolivariana da Venezuela convidou à “cúpula eclesiástica a tirar a sotana, deixar as riqueza para entregá-las ao povo”. Tal como se pode seguir no seguinte video  (http://www.vtv.gob.ve/noticias-nacionales/39541)  o deputado do PSUV manifestou que “basta de corrupçom da cúpula eclesiástica venezuelana. Sempre essa cúpula tem estado conspirando” / “É a mesma igreja que abençoou o pacto do Ponto Fixo, e trouxo a um Papa para abençoar a Blanca Ibáñez e Jaime Lusinchi”.

O deputado lembrou quando um conjunto de padres da “direita fétida e decadente” assinárom o decreto Carmona e se pugérom às ordens do ditador. Escarrá perguntou: “Porquê recebiam os recursos do Estado e se dilapidavam. Porquê esses recursos nom quadram? Será que vam ao campo da conspiraçom, para financiar a contrarrevoluçom”.

Também indicou que outra das razons do pronunciamento da Assembleia Nacional é porque “nunca estariamos ao lado de umha igreja católica, que se enriquece e afoga no excremento do seu próprio poder”.

Apuntou que o objetivo do cardeal Urosa com as suas declaraçons é sementar ódio e medo na sociedade venezuelana, falando sobre o comunismo “que na sua imaginaçom ébria quiçás o imagine de essa maneira”.

Sublinhou que se pode analisar a igreja de várias perspectivas, indicando que a igreja de Cristo, por exemplo era umha “igreja de comunidade e nom havia diferença entre apóstolos e fragueses já que se praticava o socialismo como conduta”.

Resulta surpeendente que enquanto governo bolivariano denuncia atitude colaboracionista da cúpula católica com a oligarquia e o imperialismo o governo cubano opte por apoiar-se na mesma igreja para amortecer o bloqueio internacional e a dissidência interna.