Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Notícias

Exército sionista assassina activistas pro-palestinianos

Terça-feira, 1 Junho 2010

Na madrugada de hoje o Exército do Estado terrorista de Israel assaltava os buques da denominada Frota da Liberdade, expediçom de ajuda humanitária que se dirigia a Gaza em seis barcos com 10000 toneladas de material destinado à populaçom palestiniana deste território sitiado e fechado por vontade de Israel. O ataque produziu-se em águas internacionais, polo que aliás supom umha nova violaçom do direito internacional por parte do Estado sionista.

A frota foi rodeada por buques de guerra israelitas e atacada por militares que assaltárom um dos barcos desde helicópteros. O resultado da abordagem foi a morte de um mínimo de 16 activistas, ficando feridos e feridas 60 mais de um total de 750 pessoas que conformavam a expediçom. A continuaçom a frota foi obrigada a transladar-se até um porto israelita e desconhece-se qual pode ser o futuro dos e das activistas actualmente seqüestrados polo Estado sionista.

 O governo e as autoridades militares de Israel aginha justificárom a agressom e os assassinatos levados a cabo argumentando que os seus soldados foram atacados em primeiro lugar, algo que as imagens e diversos testemunhos de jornalistas e activistas demonstram ser completamente falso.

Do lado palestiniano a resposta mais contundente foi a da organizaçom Hamás, que fijo um chamamento a umha intifada contra as embaixadas sionistas em todo o mundo. Mentres tanto a Liga Árabe e diversos estados da zona condenárom a actuaçom israelita. Também o figêrom a Uniom Europeia e o governo estado-unidense, ainda que nom anunciam nengumha medida em contra de Israel e da sua política terrorista.

 Solidariedade na Galiza

A entidade internacionalista Galiza por Palestina vem de convocar concentraçons de repulsa ante esta nova agressom sionista em diferentes cidades do País para as 20.30h de amanhá, 1 de Junho. Neste momento estám confirmadas mobilizaçons em Compostela (Praça do Toural), Corunha (Obelisco), Ferrol (Junta da Galiza), Vigo (MARCO) e em Ponte Vedra (Praça da Peregrina).

NÓS-Unidade Popular emitiu um posicionamento público no que manifesta a sua  “mais enérgica condena e rejeitamento perante a agressom realizada polo exército israelita contra  activistas solidári@s com a causa do povo palestiniano que formam parte do projecto Frota da Liberdade”. NÓS-UP também chama a participar nas mobilizaçons convocadas na Galiza para “demonstrarmos de novo a solidariedade do nosso povo com o povo palestiniano”.

A continuaçom reproduzimos integramente o comunicado da organizaçom política da esquerda independentista.

STOP TERRORISMO SIONISTA!

NÓS-Unidade Popular quer exprimir a mais enérgica condena e rejeitamento perante a agressom realizada polo exército israelita contra  activistas solidári@s com a causa do povo palestiniano que formam parte do projecto “Frota da Liberdade”. O resultado provisório deste infame ataque terrorista deixa um mínimo de 16 mort@s e dúzias de ferid@s, além do seqüestro dos barcos e a tripulaçom que transportava ajuda humanitária para a populaçom palestiniana da Faixa de Gaza.

Apesar das hipócritas condenas a esta acçom militar israelita realizadas pola Uniom Europeia e polo próprio governo dos Estados Unidos, este ataque demonstra mais umha vez a impunidade que o imperialismo concede ao Estado de Israel, que pode desprezar toda a legislaçom internacional (por exemplo, realizando agressons militares em águas internacionais) e violar continuadamente os direitos humanos mais elementares sem medo a sofrer nengumha represália de umha “comunidade internacional” que é cúmplice destes factos polo seu constante apoio a Israel.

Crimes como este mostram o verdadeiro carácter terrorista e imperialista do Estado sionista de Israel, responsável por agressons militares a todos os povos que o rodeiam e que continua a ocupar Palestina, submetendo a populaçom palestiniana, especialmente na Faixa de Gaza, a umha humilhaçom constante e a um genocídio planificado. É legítima e necessária, por tanto, a exemplar resistência armada com a que o povo palestiniano enfrenta a ocupaçom do seu país.

A esquerda independentista e socialista galega apela também à participaçom nas concentraçons convocadas na Galiza para demonstrarmos de novo a solidariedade internacionalista do nosso povo com o povo palestiniano, e também com @s activistas assassinad@s, ferid@s e sequestrad@s, assim como o rejeitamento desta criminosa e brutal agressom militar do Estado de Israel.

Palestina vencerá!

Sionismo é terrorismo!

Viva a resistência do povo palestiniano!

 

Direcçom Nacional de NÓS-Unidade Popular

31 de Maio de 2010