Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Em destaque

XIV Jornadas Independentistas Galegas analisarám luitas nacionais do centro capitalista

Quinta-feira, 6 Maio 2010

 Centro social compostelano Gentalha do Pichel acolhe décima quarta ediçom das Jornadas Independentistas Galegas. O evento organizado de forma ininterrompida desde 1997 por Primeira Linha tem lugar sábado 29 de Maio.

Nesta ocasiom o evento marxista de análise e debate aborda quatro realidades similares a Galiza sob a legenda “As luitas de libertaçom nacional no centro capitalista” com a presença de representantes de movimentos de libertaçom nacional da Córsega, Escócia, Países Cataláns, Porto Rico, além da própria Galiza.

Dirigentes de Corsica Libera, Scotish Socialist Party, Endavant (OSAN), da esquerda independentista portorriquenha e de NÓS-UP confrontarám as específicas tácticas e estratégias das suas organizaçons e povos na suas respectivas luitas contra o imperialsimo e o capitalismo.

Tal como sinala Primeira Linha a “maior crise histórica da civilizaçom burguesa adopta uns rasgos específicos nas naçons sem Estado do centro capitalista. A carência de soberania impossibilita os povos das formaçons sociais dependentes de contarem com a capacidade e os mecanismos para adoptarem as decisons adequadas na defesa do imperialismo e das suas políticas vorazes de exploraçom e rapina.

Exercer o direito de autodeterminaçom é imprescindível para se dotar das ferramentas essenciais que permitam libertar-se das cadeias. Sem contarmos com Estado próprio ao serviço da classe trabalhadora, estamos condenados a desaparecer pola cada vez maior pressom uniformizadora a que o capitalismo condena os povos.

A actual crise económica capitalista golpeia com mais força e contundência nos nossos povos perante a incapacidade de decidirmos por nós mesmos.

Mas nom só precisamos conquistar a soberania e a indepencência, é necessário quebrarmos com o capitalismo, acumular forças populares e operárias para avançar face a única alternativa viável que permita superarmos a dominaçom. O Socialismo é o horizonte que deve guiar as luitas de libertaçom nacional do centro capitalista. E a Revoluçom a estratégica emancipatória”.

O mais importante espaço de debate marxista do nosso País procura nesta ocasiom “analisar as perspectivas, os desafios, as ameaças de quatro realidades nom suficientemente conhecidas na Galiza à hora de enxergarmos as tácticas e estratégias revolucionárias para atingir a liberdade”.

Tal como se recolhe no comunicado emitido polo Comité Central da organizaçom comunista galega “embora estejamos geograficamente afastados, pertençamos a dous continentes diferentes, as opressons nacionais que padecem os Países Cataláns, Córsega, Escócia e Porto Rico tenhem similitudes entre elas e também com a Galiza”.

A continuaçom reproduzimos o programa das XIV JIG.

Programa:

29 de Maio de 2010. CS O Pichel (Compostela)

11 horas. Galiza e Países Cataláns frente ao assimilacionismo espanhol

-Alberte Moço, Porta-voz nacional de NÓS-UP (Galiza)

-Aquiles Rubio i Villalvilla, Endavant (OSAN) (Países Cataláns)

16.30. Córsega, Escócia e Porto Rico, três luitas anti-imperialistas

-Johanna Dind Scotish Socialist Party (Escócia)

-Olivier Sauli, Córsica Libera (Córsega)

-Salvador Tió, independentista portorriquenho (Porto Rico=

19 horas. Quatro realidades, um mesmo combate

-Johanna Dind

-Alberte Moço

-Aquiles Rubio i Villalvilla

-Olivier Sauli

-Salvador Tió