Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Internacional, Notícias

Ato solidário da AGARB no 25 aniversário do “caracaço”

Quinta-feira, 27 Fevereiro 2014

cartaz19f

Hoje, quinta-feira 27, cumprem-se 25 anos do “Caracaço”, umha revolta popular que iniciou-se no municipio de Guarenas, a 30 quilómetros da capital venezolana. Umha rebeliom que foi o ponto de partida de um câmbio de cicló político, económico e social no país de Bolivar, e por extensom, em boa parte da América Latina, que se extende até hoje.

Para comemorar esta efeméride a AGARB organiza um ato solidário que dará início às 21hs no Consulado da República Bolivariana da Venezuela em Vigo.

No ato intervirá o coordenador-geral da AGARB, Xavier Moreda e a Cônsul Luisiana Sánchez. Posteriormente projetará-se o filme, “Venezuela, um mundo por ganhar”.

Reproduzimos a continuaçom o comunicado feito público pola entidade internacionalista.

1989-2014, 25 aniversário do “caracaço”. Defendamos a Revoluçom Bolivariana. O fascismo nom passará!

O pacote neoliberal implementado polo governo de Carlos Andrés Pérez em 1989 provocou umha rebeliom popular de caráter espontáneo entre amplos setores populares de Guarenas e Caracas.

O aumento do transporte coletivo e dos produtos básicos provocárom 27 de fevereiro de 1989 um levantamento do povo pobre que foi brutalmente reprimido polo governo socialdemocrata.

Este estalido contra a pobreza e a exclusom social da maioria do povo venezuelano saldou-se com centenares de mortes a maos da polícia, do exército e da Guarda Nacional da IV República.

Ainda sem quantificar com exatidom o número de massacrados, há fontes que elevam a 3.500 o número de mortes provocadas pola repressom.

A rebeliom foi esmagada ao dia seguinte, mas representa o primeiro capítulo da Revoluçom Bolivariana em curso. 27 de fevereiro de 1989 é o dia do parto da atual Venezuela soberana, de direitos, liberdades e justiça social.

Tal como afirmou o comandante Hugo Chávez “começou o século XXI neste planeta, o século XXI no mundo começou em Caracas, começou na Venezuela, umha segunda-feira pola manhá 27 de fevereiro, abrirom-se as portas dumha nova história com o sol no abrente”.

Tam só 3 anos após o “caracaço”, 4 de fevereiro de 1992 tem lugar a sublevaçom cívico-militar encabeçada por Hugo Chávez contra o regime corrupto da IV República. Embora nesse momento nom se atingiram os objetivos perseguidos, sim foi o catalisador da vitória eleitoral de 1998 que abriu passo à V República e ao processo revolucionário bolivariano em curso.

Precisamente hoje som os mesmos que em 1989 reprimírom o povo sem contemplaçons, com fusis e balas, após tentar aplicar um brutal programa neoliberal seguindo ditados do FMI, quem pretendem reinstaurar esse regime.

Desde aqui, desde a Galiza internacionalista e rebelde, queremos denunciar o golpe de estado que a direita vendepátrias com apoio do imperialismo está implementando na Venezuela, visando derrubar o legítimo governo de Nicolás Maduro, democraticamente eleito em abril de 2013.

Hoje quem protesta nom é o povo pobre nem as massas trabalhadoras. Quem hoje emprega a violência para desestabilizar o país e provocar um confronto civil que justifique umha intervençom imperialista, som os setores acomodados, a burguesia que pretende destruir as grandes conquistas sociais, laborais, a independência e soberania conquistada pola Revoluçom Bolivariana.

Nom permitamos que a Venezuela se convirta num novo Chile! Nom permitiremos que o imperialismo e os seus aliados locais voltem a governar a Venezuela. Nom voltarám! A solidariedade com a Revoluçom Bolivariana é a nossa maior e melhor arma para desmontar tanta manipulaçom, tanta mentira.

Pátria ou morte!

Viviremos e venceremos!

Chávez vive, a luita segue!

ATO SOLIDÁRIO
Quinta-feira 27 de fevereiro às 21 horas

Consulado da República Bolivariana da Venezuela de Vigo

Intervirám

Xavier Moreda, coordenador-geral da AGARB

Luisana Sánchez Cohen, Cônsul da Venezuela

Projeçom do filme “Venezuela, um mundo por ganhar”