Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Internacional, Notícias

MCB oferta as suas forças ao Governo de Nicolás Maduro

Quinta-feira, 5 Dezembro 2013

Divulgamos a carta encaminhada pola direçom do Movimento Continental Bolivariano ao chanceler do governo revolucionário da Venezuela, Elías Jaua Milano, na que oferta as suas forças e recursos para fazer frente à ofensiva da oligarquia venezuelana e do imperialismo.

Licenciado Elías Jaua Milano

Chanceler da República Bolivariana da Venezuela

Distinguido Chanceler:

Sentimo-nos indignados/as perante a guerra económica desatada pola grande burguesia venezuelana e transnacional com o propósito de desestabilizar e reverter a revoluçom bolivariana, pioneira de esta nova fase na  independência latino-caribenha.

Desde os 23 países da Nossa América e as naçons da Europa onde  o Movimento Continental Bolivariano (MCB) tem presença, consideramos o dever de acompanhar ao povo de Bolívar e do Comandante Chávez na sua digna resistência contra esse nefasto desígnio imperialista.

Se pérfido é esse plano, que incluso contempla a sabotagem e a agressom militar destrutiva, enérgica deve ser a resposta de esse povo irmao e de todas as forças sensíveis e amantes da justiça a escala mundial.

Respaldamos e respaldaremos toda açom -em qualquer dos cenários atuais e posíveis- do Presidente Nicolás Maduro e do povo chavista destinada a arrancar de raíz as causas e os entes políticos e sociais responsáveis de essa inaceptável sediçom.

Nada mais legítimo que defender esse processo, contra-atacando em firme aos seus inimigos e aprofundando a sua orientaçom socialista.

Podem contar com o nosso MCB para todo o que for defesa patriótica e solidariedade internacional, para todo o que contribua à derrota das direitas venezuelanas, do seu componhente fascista e do programa de desestabilizaçom integral orquestrado desde Washington.

Estamos no imediato em disposiçom de achegar em forma sistemática o despregamento dumha campanha mundial solidária, em estreita relaçom com todos os factores de defesa e avanço de esse valioso processo.

Contem connosco, reafirmados/as na ideia de que com a vontade coletiva de vencer a ignomínia: NOM PASSARÁM!

Em Bolívar e Chávez encontramo-nos tod@s!

Narciso Isa Conde, Coordenador da Presidência Coletiva

Carlos Casanueva Troncoso, Secretário-geral

A Nossa América 14 de novembro de 2013