Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Internacional, Notícias

Primeira Linha denúncia novo assassinato de comunistas mexicanos

Terça-feira, 12 Novembro 2013

Novamente o sicariato vinculado ao PRD do estado mexicano de Guerrero acabou com a vida de luitadores camponeses comunistas.

Nesta ocasiom, tal como já acontecera 3 de agosto com o assassinato dos dirigentes e militantes comunistas Raymundo Velázquez Flores, Samuel Vargas Ramirez e Miguel Angel Solano, ao que há que somar o de outros 13 revolucionári@s no estado de Guerrero, o paramilitarismo promovido pola administraçom de Angel Aguirre Rivero elimina fisicamente a militantes comunistas com responsabilidades no movimento camponês.

Primeira Linha condena o assassinato de Rocío Mesino, dirigente da Organizaçom Camponesa da Serra do Sul, Luis Olivares Enriquez, dirigente da Organizaçom Popular de Produtores da Costa Grande (OPPCG) e da sua esposa Ana Lilia Gatica Rómulo.

Tal como foi transmitido pessoalmente a Pável Blanco, sectretário-geral do PCM, @s comunistas galeg@s condenamos com firmeza este ataque terrorista contra dirigentes sociais e transmitimos a nossa solidariedade internacionalista ao PCM, o pêsame e apoio às camaradas, famílias e amizades de Rocío, Luis e e Ana Lilia.

O povo trabalhador do México padece um regime autoritário disfarçado de democracia, onde os partidos que conformam o “Pacto por México” (PRI, PAN e PRD), seguindo as instruçons de Óscar Naranjo, ex-chefe da policía colombiana e atualmente asesor do presidente Enrique Peña Nieto na “luita contra o narcotráfico”, optam por implementar as práticas de terrorismo de Estado contra as forças revolucionárias e os movimentos sociais que também conhece o general uribista.

Os meios de comunicaçom galego-espanhóis e espanhóis, tal como já figérom em agosto, optam por ocultar este novo crime de Estado, enquanto manipulam outras realidades de governos progressistas e anti-imperialistas.

Primeira Linha manifesta o seu apoio ao Partido Comunista de México e à sua luita por um México soberano e socialista, que fazemos integramente nossa.

Comité Central de Primeira Linha

Galiza, 11 de novembro de 2013