Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » 130aniversariomarx, Notícias

Silvestre Lacerda, Joan Terán, Nines Maestro e Jean Salem este sábado nas XVII JIG

Quarta-feira, 17 Abril 2013

O centro social compostelano Pichel acolhe este sábado 20 de abril a XVII ediçom das Jornadas Independentistas Galegas.

Quatro destacad@s militantes e teóric@s marxistas provenientes de Portugal, Països Catalans, França e Castela analisarám a atualidade e a vigência do marxismo.

A continuaçom reproduzimos umha sintética biografia d@s quatro camaradas que nos acompanharám nesta nova jornada de análise e debate comunista.

Silvestre de Almeida Lacerda

Nasceu em 1958 em Vila Nova de Gaia, Portugal.

Licenciado em História pola Faculdade de Letras da Universidade do Porto, especializado em Ciências Documentais, opçom Arquivo, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

De 2008 integra o Comité Intergovernamental do Programa ADAI: Iber-Arquivos, para apoio ao desenvolvimento de arquivos ibero-americanos.

Entre 2007 e 2011 foi membro do Conselho Nacional da Cultura e Presidente da Seçom de Arquivos.

Entre 2005 e 2012 foi Diretor-geral de Arquivos e Diretor do Arquivo Nacional da Torre do Tombo.

Atualmente é Subdiretor-geral da Direçom-geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, e Vice-Presidente da Universidade Popular do Porto.

Tem ministrado inumeráveis palestras e realizado intervençons em congressos e encontros científicos e universitários em países europeus, latino-americanos e africanos.

Grande conhecedor da história e da cultura galega, e amigo da causa nacional galega, milita no Partido Comunista Português (PCP).

Joan Teran i Davant

Nasceu em Barcelona, Països Catalans, em 1979.

Fai parte do Secretariado Nacional da Candidatura d’Unitat Popular (CUP) desde outubro de 2009. Atualmente é um dos coordenadores da comissom de luita institucional da CUP-Alternativa d’Esquerres.

É politólogo, documentalista, gestor de comunidades virtuais e docente ocasional na Universitat Pompeu Fabra.

Implicado desde 1998 em movimentos críticos com a ordem existente, primeiro na universidade por meio da Alternativa Estel, organizaçom estudantil da esquerda independentista, e do movimento de assembleias de faculdade da Universidade Autónoma de Barcelona.

É militante da organizaçom socialista de libertaçom nacional Endavant (OSAN), tendo formado parte da sua Mesa Nacional e foi coordenador da sua publicaçom nacional Tanyada.

É membro fundador do conselho de redaçom de L’Accent, jornal popular dos Països Catalans, do qual tem sido responsável de opiniom entre 2007 e 2012. Também formou parte do conselho de redaçom de La Burxa, jornal de comunicaçom popular de Sants.

Nines Maestro Martín

Nasceu em 1952 em Medina del Campo, Castela.

É licenciada em Medicina e Cirurgia pola Universidade Autónoma de Madrid.

Militou no Partido Comunista de Espanha (PCE) entre 1974 e 2005, fazendo parte do seu Comité Executivo.

Em 1979 foi eleita vereadora em Talavera de la Reina (Toledo), onde exerceu no primeiro governo municipal como delegada de Sanidade. Em 1989 é deputada nas Cortes Espanholas por Izquierda Unida, sendo reeleita em 1993 e 1996.

Foi umha das fundadoras de IU, integrando os seus máximos organismos de direçom. Fijo parte da sua ala esquerda, como dirigente de Corriente Roja.

Em novembro de 1996 foi membro do Tribunal Internacional por Crimes contra a Humanidade cometidos polo Conselho de Segurança das Naçons Unidas no Iraque, iniciativa contrária às trágicas conseqüências do embargo sobre a populaçom civil.

Abandonou Izquierda Unida com Corriente Roja em junho de 2004, reincorporando-se como médica na sanidade pública.

Nas eleiçons ao Parlamento Europeu de 2009 foi candidata nas listas de Iniciativa Internacionalista.

Na atualidade é a principal dirigente da organizaçom comunista  Red Roja.

Jean Salem

Nasceu na Argélia em 1952.

Filho do jornalista e revolucionário Henri Alleg, atualmente é professor de Filosofia na Universidade de Paris I, Sorbonne, França.

Especialista do materialismo grego e latino e do pensamento marxista, dirige desde 1998 o Centro de História dos Sistemas de Pensamento Moderno.

Tem publicado dúzias de livros e trabalhos sobre filosofia moral, antiga, moderna e contemporánea, assim como manuais de estudos filosóficos.

“Lenine e a Revolução”, publicado em português polas Edições Avante! em 2006, é umha das suas obras recentes mais conhecidas e debatidas. Um ensaio no que desenvolve seis das teses mais vigentes do projeto revolucionário leninista.

Há poucos meses a Cooperativa Cultural Alentejana de Beja, Portugal, publicou o trabalho “A felicidade ou a arte de ser feliz quando os tempos vão maus”.