Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Nacional, Notícias

Governo nega-se aclarar revalorizaçom das pensons apesar do histórico incremento do IPC

Quarta-feira, 17 Outubro 2012

O governo espanhol continua dilatando o anúncio sobre o novo mecanismo de revalorizaçom das pensons para o próximo ano 2013. Nem sequer o histórico incremento do IPC no mês de setembro, provocado polo programa de cortes e reformas do Partido Popular, serviu para que os representantes da área económica do governo esclarecessem as dúvidas sobre o indicador que se utilizará para dar cumprimento à Lei de revalorizaçom das pensons.

Como já informáramos, a inconcreçom dos Orçamentos Gerais do Estado e as declaraçons dos responsáveis do Partido Popular apontavam com claridade para que se trocaria o critério para a revalorizaçom das pensons, o que tradicionalmente se tinha feito recorrendo ao dado do IPC registado no período anual que iria, neste caso, de novembro de 2011 a novembro de 2012.

No quadro do anúncio dos dados do IPC do mês de setembro, representantes do governo espanhol, ainda sem aclarar a questom, abrírom a porta à utilizaçom de um novo indicador para a revalorizaçom das pensons. Trata-se da utilizaçom do IPC-IC, um indicador que agrega a variável de impostos constantes ao indicador de preços. A sua utilizaçom reduziria o impacto do incremento do IVA e reduziria a revalorizaçom dos 3,4% atuais para os 1,4%.

De se confirmar a utilizaçom deste indicador, o poder aquisitivo d@s pensionistas ficaria gravemente danado no contexto de umha ofensiva que, com medidas como a relativa ao pagamento dos medicamentos, já @s colocara numha situaçom de extrema precariedade.