Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Nacional, Notícias

Condena de um ano de prisom e multa para militante de BRIGA

Terça-feira, 5 Junho 2012

O jovem viguês Adriám Vasques foi condenado a um ano de prisom e 1.000 euros polo tribunal penal da sua cidade, acusado de ter participado há 17 meses numha açom de sabotagem a umha entidade bancária durante a jornada de Greve Geral convocada na comunidade autónoma polo sindicalismo nacional e combativo.

A organizaçom em que milita, BRIGA, tem informado recentemente desta resoluçom que ainda nom é definitiva, e na qual se absolve o outro acusado, tendo havido um terceiro involucrado que tampouco sofreu represálias judiciais. A nova tivo lugar a mesma semana que se condenava um dirigente da CIG na mesma cidade a umha outra pena presidiária.

A utilizaçom dos tribunais penais burgueses como verdugos exemplarizantes para frear a tensom social em aumento coloca a esquerda política na habitual portagem repressiva que deve pagar por assumir o rosto visível das pessoas comprometidas com a causa da emancipaçom de classe. Os e as comunistas somos conscientes da dureza destas penas, e manifestamos solidariedade que é ativa com todas e todos aqueles que luitamos desde a esquerda patriótica por um projeto de rutura também nacional e sexual com Espanha e o Patriarcado. Adriám tem sido condenado com independência da sua atividade grevista, apesar das evidências da falta de provas determinantes sobre a natureza dum facto genuino na luita sindical: o ataque aos inimigos da classe trabalhadora. Aos usurpadores da produçom e espremedores da força de trabalho e da vida de milhons de pessoas.

A juventude rebelde incordia e a entente polícia-juizes funciona para ela. Entretanto, os ladrons sanguessugas do capital só tenhem umha justiça a quem render contas: a classe obreira consciente e organizada em luita.

Polo seu intrese reproduzimos o comuncado feito público por BRIGA,

Condenam a prisom a militante viguês de BRIGA

Quinta-feira conhecia-se finalmente a sentença do juizo relacionado com os factos da greve geral nacional de 27 de janeiro do ano passado em que se acusava dous membros da nossa organizaçom de “desordens públicas”.

As mentiras e falsas testemunhas da polícia espanhola nom pudérom provar nada contra um dos companheiros repressaliados, que fora detido 12 dias depois enquanto andava pola rua, e ficou absolvido.

O segundo companheiro, detido na noite da greve, saiu condenado finalmente neste juizo de claro matiz político em prol da criminalizaçom da juventude mais consciente, a um ano de prisom em vez dos dous que pedia o Ministério Fiscal. Também, deverá pagar 1000 euros em conceito de multa polos “destroços na entidade bancária” segundo estabelece a sentença.

De BRIGA parebenizamo-nos pola absolviçom dum dos companheiros e condenamos a perseguiçom dos instrumentos do estado espanhol contra a juventude que o único delito que comete é defender os seus direitos como galegos e trabalhadores ante a atual crise do sistema capitalista que estám a fazer que paguemos. Insistimos em que a luita é o único caminho e que nom há repressom que pare a juventude rebelde.

STOP REPRESSOM!

SOLIDARIEDADE COM O ADRIÁM!