Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Opiniom

O partido leninista

Segunda-feira, 6 Fevereiro 2012

Telmo Varela

“O Partido resume-o todo. Nele sintetizam-se os sonhos de todos os revolucionários ao longo da nossa história; nele concretizam-se as ideias, os princípios e a força da Revoluçom; nele desaparecem os nossos individualismos e aprendemos a pensar em termos de coletividade; ele é o nosso educador, o nosso mestre, o nosso guia e a nossa consciência vigilante, quando nós mesmos nom somos capazes de ouvir os nossos erros, os nossos defeitos e as nossas limitaçons; nele somamo-nos todos e entre todos fazemos de cada um de nós um soldado espartano da mais justa das causas e de todos um gigante invencível”.

Intervençom de Fidel Castro no primeiro Congresso do PCC.

No período de exacerbaçom das luitas de classes, da movimentaçom revolucionária do proletariado, da preparaçom direta das forças revolucionárias para derrocar o imperialismo, levar a cabo a revoluçom socialista e conquistar o Poder político, os velhos partidos da II Internacional, educados no parlamentarismo e inchados de conciliaçom, só serviam para levar inexoravelmente o proletariado à derrota.

Havia que organizar todo o labor do proletariado e o seu Partido num sentido revolucionário, imbuir nos obreiros e obreiras a ideia da necessidade da sua luita revolucionária polo poder e nom por reformas. Havia que preparar e concretizar as reservas, fundamentar e levar a cabo a aliança obreiro/camponesa e o achegamento e a colaboraçom mútua com os obreiros e as obreiras dos restantes países capitalistas. E emprestar especial atençom à luita de libertaçom nacional dos países oprimidos e dependentes.

Para todo isso, era necessário um partido de novo tipo, que conduzisse a classe obreira ao Poder, através da complexa situaçom existente e das mais árduas batalhas de classe que jamais o proletariado tinha livrado.

O Partido, como destacamento de vanguarda e núcleo dirigente da classe obreira, tem de incorporar nas suas filas os elementos mais conscientes, melhores e mais combativos da sua classe, assimilar as suas experiências e o seu espírito revolucionário, e estar dotado de umha teoria revolucionária de vanguarda que lhe permita dirigir o processo revolucionário. A tal fim, o Partido tem que aplicar em todo o momento umha linha de massas, de maneira que lhe permita permanecer ligado a elas, recolher e sintetizar as experiências da luita e organizaçom das massas e devolvê-las a estas elaboradas, para a sua aplicaçom, a um nível superior.

Mas, como destacamento político da classe obreira, o Partido nom se arrasta no encalço do movimento espontáneo; ao invés, eleva as massas até a profunda compreensom dos seus verdadeiros interesses de classe, marca os objetivos a conquistar e dirige-as na luita. Leva o proletariado à ofensiva no momento justo e indica quando é necessária a retirada, efetuando-a com ordem.

O Partido deve inculcar a disciplina às massas de obreiros e obreiras sem organizar, estender os métodos justos de luita, o espírito de organizaçom e a firmeza combativa. Para isso, o Partido deve ser a personificaçom da disciplina consciente, a organizaçom e a entrega revolucionária.

A disciplina férrea que carateriza a organizaçom conleva a unidade de vontade e de açom. É umha subordinaçom consciente da minoria à maioria, da parte ao todo, que tem lugar após o confronto de opinions e a adoçom democrática de decisons.

Os elementos oportunistas infiltrados no Partido semeiam o fracionalismo e som reácios a toda disciplina. Toda organizaçom revolucionária que precisar de o ser, fortalece-se depurando-se de tais elementos, verdadeiros agentes da burguesia. Só libertando-se desse cancro se poderá apresentar perante o inimigo umha frente compacta e invencível.

O Partido, por ser o destacamento organizado da vanguarda da classe obreira, por ser a única organizaçom proletária e de massas capaz de centralizar a direçom da luita do proletariado, estar dotado de umha teoria de vanguarda e ter como objetivo a defesa dos interesses superiores e mais gerais de classe, é a forma superior de organizaçom da classe obreira.

Desde os tempos de Marx, Engels e Lenine nom mudou nada essencial no capitalismo, a sua essência continua a ser a mesma, a exploraçom do homem polo homem.

O capitalismo monopolista de Estado continua a ser capitalismo, continua a ser imperialismo com mais fame e afám de expansom, se cabe.

Nom alterou a base do modo de produçom capitalista, da forma capitalista de exploraçom do proletariado. De acordo com as previsons leninistas, exacerbárom-se todas as contradiçons capitalistas sob o imperialismo. Mais que nunca, hoje em dia o capitalismo nom é senom “capitalismo parasita” e está a converter-se num enorme obstáculo para o desenvolvimento da humanidade.

Tal como previu Lenine, é a época da descomposiçom final do capitalismo. A história nunca dá marcha atrás, é o momento das revoluçons socialistas, da construiçom do socialismo.

Nas nossas condiçons atuais, o leninismo continua a ser um guia imprescindível para interpretar a realidade da nossa época e transformá-la.

Cárcere de Topas (Salamanca)

22 de janeiro de 2012