Abrente

Ediçons digitais da publicaçom trimestral do nosso partido

Documentaçom

Textos e outros documentos políticos e informativos de interesse

Ligaçons

Sites recomendados de ámbito nacional e internacional

Opiniom

Artigos assinados sobre temas de actualidade galega e internacional

Video

Documentos audiovisuais disponíveis no nosso portal

Home » Nacional, Notícias

Sucesso da greve estudantil com participaçom destacada de AGIR

Segunda-feira, 14 Novembro 2011

Na passada quarta-feira, 9 de novembro, tivo lugar na Universidade de Santiago de Compostela a greve estudantil contra a chamada Normativa de Permanência que pretende aumentar a elitizaçom do ensino mediante o aumento das travas pseudo-académicas. Nesta convocatória participárom a prática totalidade de organizaçons estudantis, entre elas a pertencente a esquerda independentista AGIR, que realiza umha avaliaçom mui positiva da greve, qualificando esta de “sucesso”. Assim, um seguimento da greve de 80% e umha manifestaçom com umha assistência de 800 pessoas representam na análise de AGIR, uns “resultados tremendamente satisfatórios”.

Também é de sinalar as dificuldades na publicitaçom da convocatória e na visibilizaçom estudantil que fôrom superadas mediante a constáncia na propaganda e umha mobilizaçom mui vistosa e animada onde destacava a cor amarela da faixa e das bandeiras da organizaçom estudantil da esquerda independentista. Igualmente, fôrom repartidos diversos vozeiros e panfletos no início da concentraçom, entre eles o Aula Nacional, vozeiro da Assembleia Local de AGIR em Compostela.

O sucesso desta mobilizaçom já provocou, polo que temos constáncia, reaçons da Reitória da USC, pronunciando-se o seu reitor Casares Long pola negociaçom com a representaçom estudantil. Sinal este inequívoco da vitória estudantil, pois depois do despreço que sofreu o alunado da USC nas semanas previas à convocatória, a equipa reitoral já deu marcha atrás, reconhecendo a necessidade de interatuar com o estudantado para solucionar o conflito.

Desde Primeira Linha só nos fica parabenizar o estudantado compostelano por juntar-se mais umha vez a todos os coletivos que estám a encetar luitas contra a pauperizaçom social a que nos condena o capital através da despariçom de serviços públicos.